Balonista Augusto Severo é homenageado em solenidade no Solar Ferreiro Torto

Os 122 anos de encantamento de Augusto Severo foram marcados por uma bela solenidade com a presença da Banda de Música da Força Aérea Brasileira (FAB), organizada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, na manhã desta segunda-feira (13), no Solar Ferreiro Torto, em Macaíba. Severo foi o primeiro mártir da aviação brasileira, em 12 de maio de 1902, após o incêndio que destruiu o dirigível Pax nos céus da França.

Essa foi a primeira vez que a solenidade aconteceu, após a chegada dos restos mortais do aeronauta e do mausoléu original, trazidos do Rio de Janeiro em outubro do ano passado. “Hoje, de modo especial, estamos reunidos no berço do balonista para rendermos a ele nossa homenagem. Severo foi um visionário, um homem à frente do seu tempo. Em uma época que a aviação ainda engatinhava, ele ousou sonhar com voos mais altos”, afirmou o prefeito de Macaíba, Emídio Jr.

A FAB foi representada com a presença do comando da Base Aérea de Natal (BAN). “Essa iniciativa do município de Macaíba é importantíssima para que nós possamos preservar a história de Augusto Severo e passar para as próximas gerações o que o Brasil tem de melhor, de valores e cultura. Cabe a nós preservamos toda essa história. A Base Aérea de Natal estará sempre de portas abertas para cultuar a memória de Severo”, comentou comandante da BAN, brigadeiro Rezende.

A cerimônia contou ainda com as presenças do coronel Rodrigues e do capitão Burton, da BAN; da vereadora Dadaia Ribeiro; do historiador Augusto Maranhão; do representante da Fundação José Augusto, Harryson Magalhães; de estudantes da Escola Municipal Augusto Severo e da Escola Aprender, e do grupo de Escoteiros Augusto Severo.

Fotos: Maxson Savelle/Raphael Oliveira

Assecom-PMM